quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Filha há só uma !

A filha volta para casa muitos anos depois de ter ido embora.
O seu pai, furioso, quando a vê descarrega:
- Onde estiveste durante este tempo todo, sua desgraçada? Porque nem sequer escreveste uma carta ou um telefonema a dizer como estavas? Vagabunda! Não sabes como a tua mãe tem sofrido por tua causa!
A rapariga, a chorar:
- Snif. Snif. Tornei-me prostituta... buaaaaaaa.
- O quê? Fora daqui, sua desavergonhada, má filha, pecadora!
- Está bem, papá, como queira. Eu somente voltei para dar este casaco de pele de crocodilo e as escrituras da minha mansão para a mãe; uma conta poupança de 5 milhões para o meu irmãozinho e para ti, paizinho, este Rolex, o BMW que está na porta e 3 meses por ano de férias vitalícias no Club Med...
- Filhinha, anda cá, disseste que te tinhas tornado o quê, mesmo?
- Prostituta. Snif, snif.
- Ahhh, foda-se... que susto! Eu tinha percebido Por-tis-ta.

Sem comentários:

Enviar um comentário