segunda-feira, 4 de maio de 2009

As Quadras da Mãe

Mãe que se quer Mãe
Tem que ser como a minha Mãe
Pois como Ela não há mais ninguém
Nunca a trocaria por mais alguém

Mãe Galinha com a sua criação
Com as franganitas rodou como um pião
Mas agora ruge mais forte que um leão
Sempre que nos pintainhos se mete a mão

Nunca fui a filha perfeita
O melhor que possível tentei
Mas de uma coisa ela pode estar certa
Que dela muito sempre gostei

Mãe atenta e carinhosa
Formosa como uma rosa
Presente em qualquer momento
Com um sorriso de contentamento

É com orgulho e emoção
Que grito a plenos pulmões
Que é alvo da minha paixão
E que sempre estará no meu coração

Sem comentários:

Enviar um comentário